Quantcast

Listamos 8 vantagens do Volume License

vantagens do licenciamento por volume de softwares
Parece mais fácil, mas não é, ao comprar software junto com a máquina, no modelo 'embarcado' ou OEM,

muitas vezes nos parece econômico e prático. O OEM já vem de fábrica,  pré-instalado no PC/Servidor ou notebook, bastando ligar o PC, seguir os passos de ativação do sistema, acessar a internet para autenticar o software (ou por meio de 0800), colocar o computador na rede e, pronto, seu computador novo está na rede e licenciado.  Porém essa economia e praticidade não é assim tão vantajosa quando comparamos aos modelos de licenciamento de software por volume. Ao partir para o processo de software em volume, a empresa precisa estar ciente que não é necessário comprar o PC com o sistema operacional, por exemplo. Em muitos casos, PCs sem sistema operacional quando são vendidos, possuem valores extremamente inferiores, por não possuir sistema operativo, diminuindo assim o custo total do produto. Além disso, fiscalmente analisando, PCs sem sistema operativo de fábrica, ainda que mais ecomômicos, diminuem o custo total de propriedade para a empresa, permitando atribuir softwares comprados em volume, considerado como ativo da empresa. A Microsoft possuia uma valiosa ferramente de garantia estendida para contratos em volume, chamada de Software Assurance, valorizando ainda mais o ativo de software da empresa, mantendo o parquê sempre atualizado. 

  1. GARANTIA ESTENDIDA
    A garantia do software em volume é estendida por mais anos que o normal, possuindo linha direta 24x7 diretamente com suporte do fabricante,  trazendo segurança para implantações, planejamentos e etc.
  2. ECONOMIA
    O software em volume possui permissões especiais, como re-imagem, re-instalação e migração. O custo total de propriedade é reduzido por manter o software como bem ativo da empresa e não passivo, como é o software que 'morre' com a máquina, no caso do OEM.
  3. GERENCIAMENTO ONLINE
    Contratos de software por Volume comumente dispõe de uma console de gerenciamento online permitindo reuinir todas as licenças compradas, podendo baixar o software, verificar a quantidade de licenças que foram ativadas,  fazer auditoria, baixar outras versões e edições do software
  4. DIREITOS DE RE-IMAGEM
    Direitos de re-imagem permite a empresa ou administrador, usar uma única mídia para instalação em diversos dispositivos simultaneamente. Isso facilita a vida do administrador quando provisiona a instalação sob demanda do Office, por exemplo, em um número determinado de computadores
  5. DIREITOS DE DOWNGRADE
    Os contratos de Software em Volume, permitem,  por exemplo da Microsoft,  downgrade do software comprado até duas versões anteriores (Ex.: Windows 10 para Windows 8) facilitando a adequação em computadores legados ou dedicados com sistema operacional específico. 
  6. DIREITOS DE STEP-UP
    Contratos por Volume ainda permitem o "downgrade ao contráio", chamado STEP-UP. Com ele é possível 'subir' de uma edição de software para outra mais completa. Por ex.: Windows Server Standard para Windows Server Datacenter.
  7. ATIVAÇÃO MULTIPLA DE PRODUTOS
    Essa aqui facilita e muito. Quem nunca precisou ir de máquina em máquina fazer a autenticação da chave do sistema ou aplicativo? Com ativação multipla, o software realiza de forma autonoma no servidor de chaves a autenticação do mesmo, sem necessidade de intervenção do usuário/administrador. Todo o processo é automatizado.
  8. SERVIDOR DE CHAVES
    Contrato por volume da Microsoft disponibliza dois tipos de servidor de chaves, um online e outro local, podendo de forma fácil atribuir novas licenças na rede e autenticá-las, facilitando muito a vida dos administradores de rede. 

Conheça agora as Vantagens do Software Assurance da Microsoft